Brigada Militar lança primeiro vídeo com interpretação em Libras

Imagine uma sala cheia de pessoas onde é transmitido um vídeo. Cubra seus olhos e seus ouvidos e tente entender o que está acontecendo. Difícil? Já pensou que essa é a realidade de muitas pessoas? A Brigada Militar sim, visto que atende os mais diversos públicos e tem buscado encontrar ferramentas para melhor acolher as pessoas e atingir excelência, também no que diz respeito à inclusão. O passo de reconhecer a dificuldade foi dado e , na última sexta-feira, (6/9) a Brigada Militar lançou um vídeo com policiais militares fazendo a coreografia da canção do Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) com interpretação em Libras. Clique aqui para assistir ao vídeo. O vídeo já conta com mais de seis mil visualizações no Facebook da instituição.


O lançamento no mês de setembro faz menção ao dia 26, quando é comemorado o dia nacional dos surdos no Brasil. A data foi oficializada pelo decreto-lei federal nº 11.796 em 29 de outubro de 2008. A estrela da interpretação em Libras é a soldado Luana Cantú. Ela, que se formou como instrutora do Proerd no ano de 2019, já atuava na área de educação infantil e séries iniciais desde o ano de 2012. Segundo ela, o vídeo tem grande importância pois, com ele, crianças com deficiência auditiva terão a oportunidade de serem incluídas no programa. “É a realização de um sonho entrar na BM e poder exercer minha formação na área da Pedagogia, que tanto admiro. Atualmente estou no nível IV de Libras e no próximo ano farei o curso de intérprete. Estou muito feliz e gostaria de agradecer à coordenação da Ulbra em Libras, que ofereceu todo o suporte necessário para esse sonho acontecer”, concluiu a soldado.


Nathalia Holleben é a professora de Libras da Ulbra que, juntamente com a soldado, desenvolveu a canção do Proerd na Língua Brasileira de Sinais. Ela aprendeu Libras ainda na infância com uma prima que é surda. Após o ensino médio, concluiu cursos nessa mesma área e fez dela sua profissão. Ela conta que ficou muito feliz quando foi procurada pela militar para ajudar com a tradução.


“Mostra que a responsabilidade da comunicação em Libras não está apenas nas mãos do intérprete, mas de todos os profissionais e é muito importante mostrar uma integrante da BM sinalizando, fico muito orgulhosa de ter feito parte desse passo para a inclusão da comunidade surda nesse projeto tão legal que é o Proerd”, concluiu Nathalia.


O vídeo foi feito em parceria com a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) que contou com a equipe técnica do supervisor de operações audiovisuais Jeferson Dias Nunes, editora Alessanda Velasques, desenhista Marcelo Germano, animador Cristiano López e teve como coordenação geral Claudiane Furtado. A equipe captou as imagens dos policiais militares que também tiveram o auxílio da Simone, coordenadora de Libras da Ulbra e, principalmente, o apoio de Nathalia Holleben, professora de Libras.


A Brigada Militar dá pequenos avanços no que se refere ao tema inclusão e este é o primeiro vídeo da instituição com interpretação em Libras, mas a ideia é não parar por aí. Segundo a coordenadora do Proerd, major Karine Soares Brum, o objetivo é dar continuidade a esses projetos: “esse é o primeiro passo e esse lançamento foi feito num mês importante visto o dia 26, mas já podemos prometer que, com certeza, teremos outros materiais que irão somar-se ao vídeo”. 


Segundo a major, o interesse no tema surgiu com uma instrutora do Proerd em Gravataí, a soldado Carrasco, que levantou a questão de inclusão visto que já teve uma aluna autista e não sabia como tratar essa questão. Após o relato da soldado, surgiram outros instrutores do Proerd em todo Rio Grande do Sul salientando que passam pela mesma situação. 


A coordenação do Proerd verificou então a necessidade de elaborar um material de apoio aos instrutores para que possam alcançar a todos seus alunos com as lições. “O Proerd é fantástico, mas dos 20, 25 alunos que atendemos dentro de cada sala de aula, não queremos mais perder nenhum. Queremos alcançar a todos, preparando materiais que consigam atender aos objetivos das lições ensinadas no programa”, destacou a coordenadora do Proerd.


Além de lutar contras as drogas e quaisquer tipos de violência, o Proerd e a Brigada Militar agora dão, juntos, o primeiro passo de uma vasta caminhada na luta contra qualquer barreira que impeça as crianças de serem inclusas. Proerd é solução.


Comunicação Social/EMBM

Texto: Soldado Adriély Escouto/PM5

Fotos: print dos vídeos


Visitantes:
Visitantes: 
Desenvolvido por Departamento de Informática da Brigada Militar© Copyright 2016, Todos os Direitos Reservados