Corregedoria celebra 22º aniversário com seminário

Para celebrar seus 22 anos de criação, a Corregedoria-geral da Brigada Militar realizou, nos dias 29 e 30 de agosto, um seminário com o tema “As inovações legais e tecnológicas nas áreas correcionais da BM e seus reflexos na manutenção da hierarquia e disciplina”. O evento ocorreu na Pontifícia Universidade Católica (PUCRS), em Porto Alegre, e teve a participação de oficiais e praças de todo o RS.

As atividades tiveram início na quinta-feira (29) pela manhã, com a abertura oficial que teve as presenças do comandante-geral da Brigada Militar, coronel Mario Yukio Ikeda; do chefe do estado-Maior da BM, coronel Marcus Vinicius Sousa Dutra; do corregedor-geral, coronel Márcio Roberto Galdino; do desembargador militar e Corregedor-geral da Justiça Militar do Estado, doutor Amílcar Macedo, dentre outras autoridades.

Logo após a cerimônia de abertura, foram iniciadas as atividades da manhã, sendo a primeira palestrante a promotora Isabel Guarise Barrios, da Justiça Militar de Porto Alegre/RS, abordando o tema “Uma investigação eficiente como base sólida para a Ação Penal”. Em seguida, o major Marcelo da Silva Bueno, da Corregedoria-geral da BM, discorreu sobre "O Sistema de Gerenciamento Correcional e suas inovações".

Na parte da tarde, o desembargador militar Paulo Roberto Mendes, que é presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado/RS e ex comandante-geral da BM, abriu os trabalhos falando sobre "O processo eletrônico no Poder Judiciário". Na sequência, o juiz Francisco José Müller, da 1º Auditoria da Justiça Militar/RS fez exposição sobre "Os desdobramentos emblemáticos da Lei Federal nº. 13.774/18". Depois, o major Daniel Luizelli Altafini, da Assessoria Jurídica da Brigada Militar, falou sobre "Inquérito Policial Militar: justa causa como pressuposto para instauração", finalizando o primeiro dia de discussões e troca ed experiências. 

Na sexta-feira (30), o coronel Ricardo Alex Hofmann, comandante regional de Polícia Ostensiva do Planalto trouxe à discussão o tema "Boas práticas de Correição – CRPO/Planalto". O desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região discorreu sobre "O Consellho Nacional de Justiça e o Poder Judicário". O promotor Cícero Robson Coimbra Neves, da Justiça Militar da União, apresentou a respeito da "Subsunção típica dos crimes militares após a Lei nº. 13.491/2017". 

Após o encerramento das exposições, o corregedor-geral da Brigada Militar, coronel Márcio Roberto Galdino agradeceu as presenças de todos os participantes e palestrantes, e destacou a importância da correição para a Brigada Militar. “É uma atividade essencial para a manutenção da Instituição, e qualificar os recursos humanos responsáveis pela sua execução é importantíssimo para garantir a sua excelência”, destacou o coronel Galdino.

Comunicação Social/EMBM 
Texto: SGT Sabrina Ribas
Fotos: SGT Everton Ubal, SD Robson Alves 

Visitantes:
Visitantes: 
Desenvolvido por Departamento de Informática da Brigada Militar© Copyright 2016, Todos os Direitos Reservados