Mulheres da Brigada Militar participam de palestra sobre prevenção ao câncer de mama


Atenta à saúde do público feminino da Corporação, a Brigada Militar realizou a palestra Detecção Precoce do Câncer de Mama nesta terça-feira (8), no auditório do Comando-Geral da BM, como parte das ações alusivas ao Outubro Rosa. A palestra foi ministrada pelo Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama) e abordou a importância do diagnóstico precoce e os cuidados para prevenir o câncer de mama.

A capitã Cristina Helena Luz Grecco, ginecologista do Hospital da Brigada Militar de Porto Alegre, ressaltou que a informação sobre a doença leva ao cuidado e a prevenção. “Levando um pouco mais de conhecimento sobre a causa, faremos um bem às mulheres da corporação, da cidade e do Estado”, afirmou a capitã Grecco. A ginecologista também destacou que o HBMPA conta com exames de mamografia e ecografia, proporcionando às pacientes toda a atenção médica necessária para cuidar da saúde feminina.

As militares estaduais, funcionárias civis e estagiárias da Brigada Militar foram informadas sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e foram instruídas sobre os procedimentos de autocuidado e formas de prevenção. “A dica do Imama é: vamos cuidar do nosso corpo, pois ele nos avisa quando precisa de atenção”, disse Nancy Kretzer, palestrante e voluntária do Instituto.

Na oportunidade, a diretora do Departamento Administrativo, coronel Cristine Rasbold, fez a entrega de mechas de cabelo da campanha Cabelos de Aço ao Imama. As doações de cabelo foram feitas por militares e servidoras civis da Brigada Militar a fim de viabilizar a confecção de perucas para as pacientes em tratamento quimioterápico. A campanha conseguiu arrecadar mais de mil mechas para doação ao Instituto da Mama.

O Outubro Rosa é uma campanha mundial realizada anualmente no mês de outubro. O objetivo do movimento é promover a conscientização das mulheres a respeito da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, que é o segundo tipo de câncer mais frequente da população. Quando diagnosticada com antecedência, a doença tem 95% de chances de cura. Por isso, o autoexame das mamas e a mamografia são importantes.

Texto: Func. Terc. Juliana de Brites/ComSoc DS - RP: 0019156/RS
Fotos: Sd Janaína Zelinski/PM5
Visitantes:
Visitantes: 
Desenvolvido por Departamento de Informática da Brigada Militar© Copyright 2016, Todos os Direitos Reservados