35 policiais militares se formam no Proerd e BM recebe recertificação da D.A.R.E

Apesar do dia nublado e chuvoso, o clima dentro do auditório Desembargador Márcio Oliveira Puggina da Associação dos Juízes do RS (AJURIS),era de festa. Um dia memorável para 35 policiais militares de vários lugares do Rio Grande do Sul que concluíram o Curso de Instrutores do Programa Educacional de Resistências às Drogas e à Violência (Proerd) da Brigada Militar.

A formatura, realizada na manhã desta sexta-feira (4/10),encerrou o curso que foi realizado na Escola de Formação e Especialização de Soldados de Porto Alegre (EsFes-POA) e teve 110 horas-aula de duração, tornando aptos os oficiais e praças da Brigada Militar que o realizaram.

Os formandos também passaram por um estágio e primeiro contato com as crianças em diversas escolas de Porto Alegre, sempre acompanhados por instrutores experientes. Segundo a coordenadora técnica do curso, major Karine Pires Soares Brum, esse momento é o mais importante: “o estágio faz esse quebra-gelo, prepara o instrutor para eventualidades que podem acontecer numa sala de aula, então é muito bom, geralmente é a melhor parte,onde eles se sentem mais confortáveis porque são crianças de verdade com olhar dirigido a eles, com afetividade”.

Apesar do nervosismo dos iniciantes no trabalho com as crianças, o desfecho foi um sucesso, pelo menos foi o que a soldado Fernanda do 1° Batalhão de Polícia Militar contou: “O contato agora como instrutora do Proerd foi maravilhoso, uma experiência nova que a gente tem e é tudo para somar e acrescentar vendo a realidade agora diferente do nosso curso, sendo que a criançada realmente gosta do Proerd, gosta do Brigadiano na sala de aula e quer ter a gente como amigo. No início fiquei meio tímida e nervosa mas depois tudo fluiu”.

PROERD É O PROGRAMA da Brigada Militar que é originário do norte-americano Drug Abuse Resistance Education (D.A.R.E.), iniciativa criada em 1983 pelo Departamento de Polícia de Los Angeles e hoje difundida em mais de 50 países. Atualmente, a instituição que iniciou as atividades do programa em 1998, possui 852 instrutores habilitados. Desde o início do programa, já são 11.263 turmas e mais de 1 milhão de alunos formados, 3.048 escolas visitadas e 300 municípios abrangidos.

PROERD É SOLUÇÃO: O objetivo do programa é atuar na prevenção. É o que acredita a coordenadora curso. “Esse é um dos principais objetivos do programa, preparar essa criança para que ela saiba resistir às drogas ou a qualquer tipo de violência. É muito importante saber que a gente pode contribuir para a segurança pública, para redução de índices criminais e, mesmo de outra forma, antes que o delito aconteça, antes que nós tenhamos dano, antes que essa criança sofra algum ato de violência”, relatou a major Karine.

LUTANDO CONTRAS AS DROGAS: o tráfico de drogas é um dos maiores motivos de prisões pelos policiais militares. Além de prender quem comete esse crime, preventivamente, é necessário alertar nossas crianças contra os malefícios de fazer uso de entorpecentes. Desta forma, o instrutor do Proerd colabora: ENSINANDO A DIZER NÃO.

O curso conta com várias lições que os instrutores aprendem para poder multiplicar o conhecimento às crianças. Conhecem, também, sobre didática e como atrair a atenção das crianças e adolescentes, tornando-os educadores sociais, com domínio técnico da filosofia e metodologia do programa e com noções necessárias de ensino, legislação e efeitos biopsicossociais das drogas; compreensão da cultura jovem e sobre violência escolar e bullying; para exercer seu papel na estratégia de polícia comunitária da Corporação, com especial aplicação nos currículos de anos iniciais, 5° e 7º anos do Ensino Fundamental.

Para a diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Coronel Aparício Borges, Denise Rodrigues Nunes Neves, a mudança nas crianças e adolescentes é visível e importante: “Quanto tem a formatura é algo maravilhoso, os pais vão, participam, e inclusive elogiam o trabalho que é feito. Porque é primordial também desmistificar, saber que os policiais fazem e querem fazer uma parceria. O que acredito ser mais importante é que eles saem multiplicando o conhecimento, não fica só para eles, não fica só na escola, eles levam para a comunidade, para família, para os amigos”, afirmou.

Esta edição teve como o diferencial a participação e supervisão de dois oficiais americanos, Rafael Morales e Ruel Fuentecilla, os quais são diretores da D.A.R.E e que, no decorrer das duas semanas, avaliaram o Centro de Treinamento internacional do PROERD da Brigada Militar com o objetivo de renovar a chancela para as capacitações oferecidas pela BM.

Durante discurso, divulgaram a avaliação que fizeram: “...nossas congratulações! Aceite esta carta como afirmação de recredenciamento do Centro de Treinamento Internacional do D.A.R.E./PROERD da Brigada Militar, com base na avaliação realizada neste dia 04 de outubro de 2019, em Porto Alegre,RS, Brasil. ”

Estiveram presentes no evento o presidente do Tribunal de Justiça Militar do Estado e ex comandante-geral, o desembargador Paulo Roberto Mendes Rodrigues, o secretário-adjunto da Secretaria de Segurança Pública,coronel Marcelo Gomes Frota, o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Mário Yukio Ikeda, o subcomandante-geral da BM, coronel Carlos Alberto Prado de Andrade, o chefe do Estado-Maior da BM, coronel Marcus Vinicius Sousa Dutra, e demais autoridades civis e militares, familiares e amigos dos formandos.

 

Comunicação Social/EMBM

Texto: Soldado Adriély Escouto/PM5

Fotos: Soldado Robson Alves/PM5

 

Visitantes:
Visitantes: 
Desenvolvido por Departamento de Informática da Brigada Militar© Copyright 2016, Todos os Direitos Reservados