Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Sobre o 1º RPMon

O 1º Regimento de Polícia Montada “Regimento Coronel Pillar” (1º RPMon) foi criado em 1892, pelo Ato nº 382, do Presidente do Estado do Rio Grande do Sul, Fernando Abott, com a denominação de “1º Regimento de Cavalaria da Brigada Militar”. Sob o comando do tenente-coronel Fabrício Baptista de Oliveira Pillar, oriundo das fileiras do Exército de Caxias.

O 1º RPMon ao longo de sua história participou ativamente das convulsões revolucionárias que assolaram o Estado e a Pátria.

Em 06 de setembro de 1894, durante a Revolução Federalista, venceu o combate no Capão das Laranjeiras, porém com lástima, o 1º Regimento perdeu seu comandante, tenente-coronel Fabrício Baptista de Oliveira Pillar, que soube desembainhar sua espada em defesa da República.

Nos meses seguintes participou, ainda, nos Combates de Serrilhada, Cancha, Barracão e Rio Pelotas.

 Nos anos de 1923 e 1924 surgiram movimentos rebeldes, nos quais o 1º Regimento participou ativamente na sufocação destes.

Em 1925, fez parte na Coluna Travassos, deslocando-se em dezembro do mesmo ano para São Luiz do Maranhão, onde combateu à Coluna Prestes, fustigando com sucessivos golpes de mão, os componentes do 1º Regimento lutaram, morreram e venceram nos estados do Piauí, Ceará, Pernambuco e Bahia.

Na Revolta em Santa Maria, de 16 de novembro de 1926, o 1º Regimento de Cavalaria defendeu a cidade atacada por rebelados do Exército Nacional, que bombardeou a cidade por doze horas, para impedir a posse do Presidente da República Washington Luiz.

Na Revolução de 30, o 1º Regimento tomou parte ativa junto às demais Unidades da Força, atravessando os estados sulinos de Santa Catarina, Paraná, São Paulo com destino ao Rio de Janeiro, onde apresentou armas ao Presidente da República, uma vez consolidada a hegemonia nacional.

Em 1932, convulsionou-se mais uma vez a nação brasileira, sendo o 1º Regimento incumbido da difícil missão do assalto final ao Quartel General do chefe revolucionário rebelado, travando-se o Combate de Cerro Alegre que resultou na prisão do chefe rebelde.

Em 29 de novembro de 1955, pela Lei nº 2.740, que deu nova organização, passou a denominar-se Regimento de Polícia Rural Montada, durante cinco anos o Regimento executou suas nobres missões somente na zona rural, combatendo os abigeatários, garantindo a segurança no interior do Estado.

O Decreto nº 12.280, de 21 de abril de 1961, dispôs sobre a transformação do Regimento de Polícia Rural Montada em 1º Regimento de Polícia Rural Montada – 1º RPR Mont., sendo diminuído o seu efetivo, e atribuindo-lhe uma zona de ação bem menor, pois foram criados os 2º e 3º RPR Monts, com missões idênticas e com zonas de ação delimitadas.

Em agosto de 1961, o 1º Regimento mostra mais uma vez seu real valor sendo a força de vanguarda da Legalidade, no momento da renúncia do então Presidente da República, Jânio Quadros, contribuindo com a manutenção da ordem pública nos 30 (trinta) municípios de sua área de ação.

O início da execução do serviço ostensivo de policiamento pelo 1º Regimento aconteceu em 13 de janeiro de 1970, conforme o Decreto-Lei nº 667, de 02 de julho de 1969.

O Decreto nº 23.245, de 13 de agosto de 1974, determinou mudanças na organização básica da BM e a alteração da denominação do 1º RPR Mont para 1º Regimento de Polícia Montada – 1º RP Mon.

A inclusão de mulheres nas fileiras do 1º Regimento ocorreu em 15 de agosto de 1991, porém, em Porto Alegre, a Brigada Militar já contava com a 1ª Companhia de Polícia Militar Feminina desde 1985.

A Unidade completou 127 anos e atualmente, tem como comandante o Tenente-Coronel Erivelto Hernandes Rodrigues, possuindo cinco Esquadrões, sendo responsável pelo policiamento ostensivo das cidades de Santa Maria, São Sepé, Formigueiro, Itaara, Silveira Martins, Júlio de Castilhos, São Martinho da Serra, Quevedos, Pinhal Grande, São Pedro do Sul, Dilermando de Aguiar, Toropi, Agudo, Dona Francisca, Restinga Seca, Faxinal do Soturno, Nova Palma, Ivorá e São João do Polêsine, atendendo, aproximadamente, uma população de 443 mil habitantes.

SEDES

O Quartel do comando do 1º RCBM esteve sediado em Porto Alegre nas seguintes datas e endereços:

Em 10 de novembro de 1892, no prédio nº 1 da Praça da Harmonia, atual Martins Lima.

Em 11 de novembro de 1903, na Várzea do Gravataí, atual rua Augusto Severo, antiga rua dos Cachorros.

Em 30 de maio de 1911, no Christal.

A partir de 09 de maio de 1922 a sede do 1º Regimento foi transferida para o município de Santa Maria, antiga Praça Júlio de Castilhos, tendo como endereço atual: rua Pinto Bandeira, 350, bairro Nossa Senhora das Dores, Santa Maria, RS. CEP 97050-610.

Locais

Brigada Militar